Uma ideia muito parecida com as Fan Fests, que foram sucesso de público durante a Copa do Mundo de 2014, será implantada durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Três grandes áreas da cidade devem ser preparadas para a instalação de telões que transmitirão as competições e palcos para shows.

Os espaços serão chamados de Live Sites e serão erguidos na Zona Portuária (da Praça Quinze até o Armazém 7), no Parque Madureira e no Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande.

– A princípio, serão três Live Sites: na área que vamos chamar de Boulevard Olímpico, onde era a Perimetral; um no Parque Madureira; e um provavelmente no Miécimo da Silva, em Campo Grande. A gente quer fazer do Live Site um grande estádio, com pelo menos três palcos e vários shows acontecendo – disse o prefeito Eduardo Paes, em entrevista coletiva meses atrás, quando foi questionado sobre o assunto.

A ideia, apesar de ainda estar sendo pouco difundida e comentada, já divide a opinião das pessoas. Há quem ache a iniciativa muito boa, mas também têm pessoas que não já enxergam problemas.

“Acho legal. Apesar de termos provas de rua, que todos poderão ver, acredito que vai dar certo. Brasileiro adora festa. Nas competições mais populares e que o Brasil vai brigar por medalhas, como vôlei, por exemplo, deve ficar cheio de gente, como na Copa. Basta ver um dia de luta grande no UFC, os bares ficam cheios” frisou o estudante de engenharia Pedro Amorim.

“Pode ser que aconteçam as mesmas coisas negativas que rolaram nas Fan Fests, como furtos, brigas e falta de respeito por parte de algumas pessoas. Não torço contra, mas a segurança desses eventos não costuma ser suficiente para o número de pessoas” opina a professora Roberta Barreto

Sobre o autor

Relacionados

comentários