Na Espanha, onde vai acompanhar o duelo entre Sevilla e Leicester nesta quarta-feira, o técnico da seleção brasileira, Tite, deu uma longa entrevista ao jornal “AS”. Real Madrid, Messi, Cristiano Ronaldo e outros aspectos do futebol espanhol dominaram o papo. E, ao ser questionado se já sonhou com Messi na seleção brasileira, o treinador foi direto.

– Sim, queria que ele (Messi) tivesse nascido no Brasil. Independentemente da grande rivalidade entre Brasil e Argentina, nós temos uma admiração pelos argentinos. O Messi é impressionante. Sua capacidade criativa é extraordinária, fora dos padrões normais. Ele tem uma vista tridimensional e consegue ver o que os outros não veem.

Pouco depois, teve que comparar Messi e Cristiano Ronaldo. Ele não quis cravar o melhor, apenas descreveu as diferenças entre os dois craques.

– São estilos diferentes. Um deles é um artilheiro, finalizador, forte, vertical. O outro é lúdico, criativo, mágico, tem a capacidade de também participar do jogo individual.

O técnico da seleção brasileira ainda disse que o croata Modric, do Real Madrid, e o espanhol Iniesta, do Barcelona, são os meio-campistas mais influentes do futebol europeu atualmente.

– Modric e Iniesta… Eles têm grande mobilidade, tanto para jogadas curtas quanto para aquelas que exigem mais espaço no campo. Para mim, esses dois. Eles têm muito talento e mobilidade.

Por fim, Tite elegeu a seleção que disputou o Mundial de 1982 na Espanha como a mais marcante que já viu.

– A de 82: Junior, Zico, Sócrates … É muito difícil reunir tantos talentos juntos, mas, além disso, por essa ideia de jogo que era muito parecido com o que eu tenho agora.

Sobre o autor

Relacionados

comentários